quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Mais do mesmo

Voltar,
reviver,
viver a volta;

tristeza e alegria
envolvem-se num
delicado movimento.

Ouvir a sabedoria do corpo
respirar e desejar
a si mesmo,
a força
e a
própria história.

Os lados,
Os caminhos,
as escolhas.

A simplicidade
das coisas
me causa
desejo.

Sou o mesmo
outro rio.

Margem fértil
a abundante.

Sou música
das águas.


Torno
retorno
descubro
mais
uma
Fernanda.

3 comentários:

otavio disse...

fe. voltar é aprendizado. a primeira te dói, a segunda agente encara, a terceira é alegria.

atualmente, me da uma satisfação enorme voltar de uma viagem, e qto melhor foi a viagem, mais feliz fico de voltar. por dever cumprido, conhecimento aprendido e sorrisos sorridos...bjao

p.s. ae, vai vagar o quarto la no ape. o franco parece tah se mudando pra bsas

Isa Meza disse...

que lindo, vamos nos encontrar, bjs

Zumbí far ai disse...

e aë já conheció
mais uma FER?

tudo di bom pelo
wallmapu
akí no shile

(os cuatro territorios)

illa teqse wiracocha
ordenando los caminos!

muito amor pra vocé
até!